Entrevista de emprego: conheça os 3 principais modelos

A entrevista de emprego é uma etapa fundamental do processo seletivo. Isso se não for considerada o principal método para o sucesso de uma vaga. Quem é da área de recrutamento e seleção entende a importância dela e tem em mãos a responsabilidade de realizá-la com máxima excelência.

Essa preocupação excessiva não é à toa e tem uma boa explicação: a entrevista norteia a escolha do talento ideal para uma empresa. O que explica também o cuidado dos recrutadores em apostar em diferentes métodos para entregar um processo seletivo mais assertivo.

Isso porque existem alguns modelos de entrevista e eles podem variar segundo critérios, como as hard skills do cargo ou a cultura organizacional da empresa. O objetivo dos recrutadores ao mesclar diversas técnicas é observar qual talento reúne o maior número de competências para uma vaga.

Mas antes de estudar sobre os 3 principais modelos de entrevista, é preciso compreender melhor a relevância dela para o processo seletivo. Confira abaixo as informações!

 

Entrevista de emprego: conheça os 3 principais modelos
Os profissionais de recrutamento e seleção utilizam mais de um modelo de entrevista para deixar o processo seletivo mais assertivo

Por que a entrevista é tão importante no processo seletivo?

A entrevista de emprego se refere a uma das etapas do processo seletivo. De modo geral, é feita logo após a análise dos currículos com os perfis mais alinhados com a oportunidade que está sendo oferecida ao mercado. No entanto, ela pode se repetir mais de uma vez até o fechamento da vaga, dependendo da necessidade e da quantidade de fases.

Conforme citamos acima, a entrevista de emprego é importante para guiar a busca da pessoa com as habilidades almejadas por uma empresa. É uma etapa criada há anos, que se transforma dia a dia e se tornou indispensável para que os recrutadores vejam além do que a triagem revela sobre os talentos.

Agora, chegou o momento de descobrir quais são os 3 principais modelos de entrevista e como eles funcionam. Continue a leitura do artigo!

Quais são os 3 principais modelos de entrevista?

1- Entrevista estruturada

É o modelo que conta com um roteiro de perguntas definido.

Aqui, os recrutadores têm uma ideia bastante clara daquilo que desejam medir e desenvolvem um planejamento de perguntas para alcançar esse objetivo. O que não quer dizer que a entrevista estruturada precisa ser engessada, mas sim que os pontos de início, meio e fim devem ser estipulados para que seja possível contrapor os perfis dos talentos.

Inclusive, é o modelo que tem maior correlação com performance. Sendo assim, garante uma precisão muito melhor no processo seletivo.

“Tanto é que tem um estudo do Dr. Mike Smith, professor da Universidade de Manchester, no Reino Unido, sobre características dos processos de recrutamento e seleção, que compara a entrevista estruturada com a não estruturada e a primeira tem mais do que o dobro de correlação com assertividade”, destaca Gustavo Arantes, founder da Kaptas.

 

Entrevista de emprego: conheça os 3 principais modelos
Os 3 principais modelos de entrevista são: estruturada, não estruturada e semi estruturada

2- Entrevista não estruturada

É o modelo que não conta com um roteiro de perguntas definido. Funciona como um bate-papo em que os recrutadores questionam pontos de interesse de acordo com o direcionamento da conversa. O diferencial está em ser uma entrevista livre, que não fica presa a um planejamento. 

“Uma entrevista não estruturada é mais espontânea. Nela, os recrutadores conseguem conversar mais com o talento, entendem um pouco melhor a vida dele, como é que foi a trajetória até aqui, por exemplo”, complementa Gustavo.

3- Entrevista semiestruturada

É o modelo mais flexível de entrevista. Está no meio termo entre a estruturada e a não estruturada. Ou seja, conta com um roteiro de perguntas definido, porém com a possibilidade dos recrutadores questionarem outros pontos fora do escopo dependendo do rumo da conversa.

Como funcionam os 3 principais modelos de entrevista? 

Para finalizar, também é essencial saber que os recrutadores podem segmentar ainda mais as abordagens dentro desses 3 modelos. “Tem alguns meios de pensar e fazer a estrutura da entrevista: ela pode ser técnica, comportamental (ou por competências), com estudo de caso, de fit cultural (que sim, envolve comportamento, mas também valores, que são coisas diferentes)”, afirma Gustavo.

Conclusão

O que vai influenciar a decisão dos recrutadores por um tipo de abordagem são os aspectos do cargo em aberto. Por isso, a importância de ter um time com profissionais que tenham vivência para ter esse feeling é tão enfatizada hoje em dia. Clique aqui e conte com a Kaptas para fazer esse trabalho para a sua empresa.

Fique de olho que estamos preparando mais artigos exclusivos para auxiliar a sua jornada profissional e aproveite para conferir as nossas redes sociais aqui!

Fique por dentro das novidades!

Inscreva-se na nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos e informações importantes para o recrutamento da sua empresa.